Mostrando postagens com marcador Monte Saint Michel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Monte Saint Michel. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 6 de março de 2017

Mont Saint-Michel, França | Dicas de viagem de um dos melhores destinos da França

A Abadia e o Mont Saint-Michel - França

Dicas sobre o espetacular Mont Saint-Michel, um passeio único e inesquecível, um dos lugares mais visitados da França.

Chegando ao Mont Saint-Michel na França
Chegando ao Mont Saint-Michel, Normandia - França
Golpeada por marés e ventos furiosos, rodeada por areias movediças e traiçoeiras, acessível por apenas uma ponte estreita, envolta pela névoa, com uma silhueta encantadora a belíssima Abadia do Mont Saint-Michel ergue-se magnificamente sobre uma ilha rochosa, a cerca de um quilometro da costa.
Símbolo da Normandia, é hoje Patrimônio Histórico da Humanidade.
Local de peregrinação há mais de mil anos, um dos lugares mais visitados da França. Conta algumas dezenas de habitantes, e com lojas e casas dos séculos XV e XVI.

Estacionamento no Mont Saint-Michel, Normandia - França
Como chegar
Você pode optar por fazer um bate-volta de Paris com excursão. Veja no site do Ticket Bar (escolha "Excursions"), ou do City Discovery (escolha Paris e depois Mont Saint-Michel).

Viajando de carro, saindo de Paris, pegue a autoestrada A 13, direção Rouen, depois Nationale 175 para Avranches, em seguida já há a indicação Mont Saint-Michel. A viagem leva aproximadamente 4 horas, cerca de 384 km a oeste de Paris. O valor do estacionamento ao lado é a partir de 6,30 euros. Consulte os valores no site Bienvenue au Mont Saint-Michel. Para ver as opções de locação de carro, acesse o site da Rentalcars.

 Clique em Mais opções para ampliar o mapa e ver em detalhes

Uma boa opção de viagem na França é o trem. Neste caso, partindo da Estação Montparnasse em Paris, pegue o TGV, até Rennes, o que leva 2 horas. Chegando na estação de Rennes saia dela e ao lado encontrará a estação rodoviária Gare Routière, e chegará ao Mont Saint-Michel em pouco mais de uma hora. Não esqueça de verificar antes um horário de retorno que encaixe com o trem, para o seu próximo destino. Veja site do TGV ou da Rail Europe, e o site de ônibus em Rennes, Keolis-Emeraude.

Vista aérea do Mont Saint.Michel, Normandia - França
Contando sua história
O monte consagrado a São Miguel no ano 708 foi um dos primeiros lugares de culto para o arcanjo Miguel juntamente com o Monte Gargano na Itália.

Arcanjo Miguel no Mont Saint-Michel, França
No século X, o duque da Normandia, Ricardo I, fundou a Abadia Beneditina na ilha, que aos poucos foi sendo englobada por construções monásticas. Com os séculos estas foram modificadas, expandidas ou simplesmente caíram.
O Mont Saint-Michel foi cercado por muralhas e torres, quando começaram os ataques dos ingleses durante a Guerra dos Cem Anos.

Muralhas do Mont Saint-Michel
No início do século XI, sobre o santuário original, os monges construíram a igreja de Notre-Dame-Sous-Terre, que hoje é a Cripta da Abadia do Mont Saint-Michel.

Abadia do Mont Saint-Michel, França
No século XV, a capela românica da igreja da abadia, quebrada em 1.421, foi substituída pela Capela Gótica Flamboyant.

Altar da Igreja do Mont Saint-Michel, França
A Abadia apresenta um grande panorama da arquitetura dos séculos XI ao XVI. Veja sobre os horários para visitas, preços atualizados no site oficial.

Vista da Baia no Mont Saint-Michel, França
As escadarias do Mont Saint-Michel exigem alguma condição física do visitante
Protegida por muros altos, a Abadia e a sua Igreja ocupam uma posição inexpugnável na ilha. O objetivo é o topo, todos os caminhos te levam a Abadia, é só subir. A subida é longa, com muitos degraus e ladeiras, exige preparo físico.


Essa obra prima gótica possui três níveis.
No alto os monges permaneciam enclausurados na Igreja da Abadia.
O Claustro, com belíssimas colunas duplas e mármore, são hipnotizantes. Um belo exemplo de arquitetura normanda do século XIII com um belo jardim


Jardim do Claustro do Mont Saint-Michel
Colunas Duplas do Claustro do Mont-St-Michel
No alto das escadarias internas, um terraço que possui o nome do prisioneiro que saltou dali para a morte, terraço de Saut-Gautier, voltado para o mar, oferecendo uma vista espetacular da baia que se move. As grandes escadarias, cuja majestade é um prelúdio a Marvel.


O segundo andar, com belíssimas salas, acomodava o abade, os hóspedes da nobreza e os cavaleiros.
Os peregrinos encontravam auxílio no primeiro nível.

Sala dos Cavaleiros no Mont Saint-Michel
Na primavera a paisagem muda rapidamente. Suas águas sobem e baixam com o calendário lunar, podendo atingir até 10 km/h.
Por conta disso, entrar e sair da ilha só acontece uma vez ao dia. Acesse o site Le Mont Saint-Michel e veja as informações em detalhes.

Vista ao entardecer do Mont Saint-Michel na Normandia, França
Pare para descansar e apreciar a beleza do lugar ao longo da subida, janelas por onde surgem estreitos raios de luz, uma atmosfera única. O presente final será hipnotizante com a imensidão da paisagem.

Janela ao longo da subida no Mont Saint-Michel
Atualmente grandes esforços de engenharia tentam reverter o assoreamento do mar, causados pelas marés que são muito fortes e funcionam como fera natural.
Para apreciar o fenômeno da maré alta, é preciso estar presente duas horas antes dos horários indicados nos dias de maré de primavera.

Vista aérea do Mont Saint-Michel na França
Segundo a lenda, no ano 708, o Bispo Aubert de Avranches foi instruído pelo Arcanjo Miguel a construir um oratório no rochedo, ao qual só se podia chegar com a maré baixa. Na Igreja de Saint Gervais em Avranches é possível ver o crânio de Aubert, que apresenta uma depressão, local onde o Arcanjo supostamente o teria tocado.


Chapelle Dt-Aubert du Mont Saint-Michel, França
Para impedir que a baia seja coberta por sedimentos, um projeto está em curso, a fim de remover a ponte até o Mont Saint-Michel.

Em 1996 os monges retornaram ao Mont Saint-Michel, tornando a ser uma base beneditina. A vida monástica continua, mesmo com os quase dois milhões e meio de turistas que invadem o Castelo durante todo o ano.

Jardim do claustro no Mont Saint-Michel
Visitar a Abadia do Mont Saint-Michel é como fazer uma viagem ao tempo.
O Porte de L’Avancée, a única brecha em suas defesas, dá acesso a Grand Rue, alinhada por casas do séculos XV e XVI, com muitos e bons restaurantes, hotéis e muitas lojas de souvenires, um lugar muito agradável.
É caminho de peregrinos desde o século XII, passando pela Église Saint-Pierre e indo até os portões da Abadia.

Grand Rue do Mont Saint-Michel
E ainda, os museus: arqueoscópio, de história, e marítimo. Para maiores informações sobre preço e horários, consulte o site do lugar.

Museu Histórico no Mont Saint-Michel, França
Livraria do Mont Saint-Michel, na França
Se quiser passear pela baia, há grupos especializados e conhecedores da região, pois há riscos reais de afogamentos pela mudança repentina da maré.
Para mais informações, veja o site com guias recomendados.

Passeio pela Baia do Mont Saint-Michel, França
Ao longe, a vista impressionante da Abadia de Mont Saint-Michel, com seus pináculos góticos e no seu ponto mais alto, o Arcanjo Miguel, com sua lança e o dragão.


Um lugar esplêndido, descrito por Guy de Maupassant como uma “gigantesca jóia de granito delicado como uma renda, amontoado de torres e campanários”.

Vista noturna do Mont Saint-Michel na França
Onde ficar
Se quiser demorar-se mais e curtir em detalhes, consulte as opções de hospedagem no site do Booking.com

Quanto ficar
Além da opção de bate-e-volta desde Paris, se você quiser explorar mais o lugar, 1 ou 2 dias bastarão. Mas se estiver de carro e quiser explorar um pouco mais a regiões, há lugares incríveis por lá, como Fougères. Aí vai do tempo disponível e do gosto de cada um.

O lugar é fantástico, uma viagem inesquecível. 
Vá preparado! Chove muito por lá.

Veja também    

 Conheça Kientzheim, uma pérola na Alsácia francesa

 Château Villandry e seus exuberantes jardins